* Hoje , eu posso dizer com segurança que a maior influência na musica de Raul Seixas foi, sem dúvidas , de Sergio Sampaio.

Uma vez perguntaram a ele qual o exemplo de uma pessoa importante na sua vida e ele responde Paulo Coelho. Raul tinha uma voracidade muito grande por livros , filosofia, misticismo (sem nunca ter sido místico). Adorava Elvis Presley acima de tudo (tanto que em seu leito de morte foi encontrada uma foto de Elvis e uma foto de um desenho que alguém fizera pra ele.

Os autores anarquitas, Nietzsche, Lao-Tse (Tao-Te-King) , Aleister Crowley , George Orwell, Castañeda, Huxley e os grandes loucos da Contracultura, Timothy Leary e naturalmente os nossos próprios gigantes como o filósofo Huberto Rohden exercem grande influência no seu modo de pensar.

Os parceiros foram outra frande influências pessoais. Com Cláudio Roberto ele desenhou seu próprio retrato pessoal em Maluco Beleza. Com Paulo Coelho, além das músicas, trabalho num projeto de seu único livro publicado em vida (As aventuras de Raul Seixas na Cidade de Thor - Pela Editora Shogun, que pertence a Paulo Coelho). Com Jay Vaquer fez O Dia da Saudade. Oscar Rasmussem fez com ele o LP Por quem os sinos dobram.

No final de sua vida lá estava o Marcelo Nova, fazendo tudo para mantê-lo no palco e passando pelo constrangimento de fazer toda a primeira parte do show com a platéia gritando ininterruptante Raul , Raul , Raul... Lá estava o Maestro Miguel Cidras no apartamento de baixo, pronto para qualquer chamado. O próprio Sylvio Passos e tantos outros sempre estavam por perto , solidários.

Krig-Ha Bandolo! - http://jayvaquer.rockin.net/raul/ - Todos os Direitos Reservados®