A SOCIEDADE ALTERNATIVA DO BRASIL

Na sexta feira , dia 20 de março de 1981 , Paulo Coelho e Edenilton Lampião (então editor da Revista Planeta estavam promovendo o I encontro da Nova Cultura Brasileira, no Instituto Bennet, no Rio de Janeiro. Eles haviam criado mais uma Ordem Iniciátiva (a Ordem da Estrela Bailarina) e procuravam reorganizar o movimento alternativo no Brasil.

Ordem iniciátiva, mística e esotérica era uma forma também alternativa de reunir pessoas com novas idéias. Juntas , elas passavam - e passam - a geram um campo de energia. Não é por acaso que o segundo LP da carreira de Raul Seixas se chama Sociedade da Grã-Ordem Kavernista apresenta Sessão das Dez, lançado pela CBS em 1971.

Paulo Coelho era filiado à Sociedade Secreta da Besta do Apocalipse e dirigia uma revista alternativa chamada 2001. Raul o procurou para comentar sobre um artigo acerca de disco voadores. Da fusão entre a Grã-Ordem Kavernista e a Sociedade Secreta da Besta do Apocalipse nasceu um produto altamente explosivo: a Sociedade Alternativa.

A Sociedade Alternativa foi fundada em setembro de 1973 por Raul Seixas, Paulo Coelho , Adalgisa Halada e Salomé Nadine. Em fevereiro do mesmo ano, participaram de um congresso reunindo as principais sociedades alternativas do mundo, apresentando sua declaração de direitos (baseada em Aleister Crowley, um mago inglês que se altodenominou A Besta do Apocalispse). A Sociedade Alternativa de Raul Seixas e Paulo Coelho foi reconhecida mundialmente em 17 de fevereiro de 1974, mesmo ano do lançamento do LP Gita.

Em muitos trechos deste estudo, estamos escrevendo nas perguntas que às vezes ouvimos sobre a obra de Raul. Gostaríamos de esclarecer alguns detalhes sobre os símbolos que foram escolhidos para identificar a obra dele. Já falamos sobre os discos voadores. Agora falaremos sobre o Selo da Sociedade Alternativa:

Houve um tempo em que o poder eclesiástico era tão forte que nada poderia ser publicado sem que tivesse o Imprimatur da Igreja. Imprimatur em latim quer dizer imprima-se ( ou seja: pode ser impresso , divulgado ). Existem ainda religiões onde isso acontece nos dias de hoje. De vez em quando livros ainda são queimados em praça pública e pessoas proibidas de falar. Mas no passado, bibliotecas inteiras como a de Alexandria foram torradas nas fogueiras da intolerância. E milhões de pessoas também. O tipo de letra que a cultura utilizava, sob a influência eclesiástica, era evidentemente o tipo Uncial (escritas à mão pelos monges copistas nos mosteiros) ou o tipo Gótico. Imprimatur - Sociedade Alternativa está no tipo gótico , assim como todos os dizeres das capas do Krig-Ha , Bandolo! , Gita , Novo Aeon e Há 10 Mil Anos Atrás. É para lembrar um velho tempo, mas hoje como uma nova mensagem que diz: todo homem tem o direito de pensar o que quiser , de dizer , de escrever , moldar, esboçar, esculpir , o que ele quiser...

No centro do selo temos uma adaptação da Cruz Ansata. A cruz Ansata (ou ANKH) é um dos hieróglifos egípcios e pode ser facilmente encontrada em toda a literatura que mostra a pictografia egípcia. Para eles , era a Cruz da Vida. Representava ainda o Laço da Sandália do peregrino, do buscador, daquele que quer evoluir , aprender , crescer. Em muitas pinturas egípcias, o deus RÁ ( o sol ) está com seus braços colocando esta cruz no nariz das pessoas. Corresponde ao Sopro da Vida ( um idéia semelhante a criação de Adão, na Cosmogonia Cristã). É também um símbolo da unidade entre o Ser Masculino e Feminino no Cosmos. No selo da Sociedade Alternativa , a cruz Ansata aparece com dois degrauzinhos em baixo, simbolizando tanto os degraus da iniciação , quanto dando forma de um Chave. Evidentemente a chave de todas as portas. A chave da Sociedade Alternativa. A chave da Vida.

Naquele tempo , Galileu Galilei foi humilhado, seus textos desacreditados e morreu sozinho, em prisão domiliciar. Seu crime: haver definitivamente provado que mais de dois mil anos de cultura religiosa estavam baseados em coisas falsas. Giordano Bruno escreveu sobre a pluralidade dos mundos habitados, aventando a possibilidade de vida em outro planetas. Mas não teve a mesma sorte : morreu na fogueira. Ambos receberam apenas o Imprimatur de suas sentenças de prisão e de morte, assinadas pelos bispos regionais. ( Na realidade talvez o Ocidente tenha sido tolerante demais com a intolerância).

Mas em 1974 alguém edita um novo trabalho selado, registrado , carimbado , avaliado e querendo voar. Assinavam Don Raulzito e Don Paulo Coelho , dois super-heróis em aventura na cidade de Thor. E começaram a brincar de pular fogueira.

ALEISTER CROWLEY

O poder da igreja cresceu tanto no mundo , que todas as pessoas que tinha qualquer contato com essas informações esotéricas tiveram que se recolher ao anonimato. Dessa forma, surgiram muitas Ordens Iniciáticas e Sociedades Esotéricas para manter essa tradição ( na verdade , o poder da Igreja cresceu tanto que a sua própria sede foi instalada no lugar onde era antigamente o maior império do mundo: Roma. A Igreja tomou o lugar do Império Romano).

Em 1973, Raul Seixas (da Grã-Ordem Kavernista) e Paulo Coelho( da Sociedade da Besta do Apocalipse) se juntam e fundam a Sociedade Alternativa. E escolhem como filósofo de referência a figura mais poderosa e mais polêmica da história do ocultismo mundial , o homem que popularizou o ocultismo, conseguiu abalar a estrutura das principais sociedades esotéricas de sua época: Aleister Crowley. Crowley usava dentro das Ordens às quais pertencia o nome de Baphomet (o mesmo do nosso bode simpático) e chamava a si mesmo de A Besta 666 ( A Besta do Apocalipse ). Crowley deixou como legado uma obra imensa na história da magia e deu o nome a essa obra de Magick (para diferenciar de tudo que havia de ocultismo até então , por sinal uma barafunda fantástica , profundamente infiltrada de religião. Dizemos isso porque a Magia busca o conhecimento, e a religião como nós conhecemos baseia em Dogmas. E Dogmas devem ser aceitos sem discussão. Os religiosos conseguiram entrar também nas Ordens Esotéricas e instalar ali a confusão. Crowley lutou contra isso durante toda a sua vida . Morreu em 1947).

Em abril de 1904, Crowley escreveu sua obra mais importante, o chamado Livro da Lei. Ao que tudo indica , nós estaríamos numa época com todas as características do que Jung chamou de Transição dos Aeons. E este livro seria então para o Novo Aeon. Evidentemente surgiram muitos livros que pretendiam e pretendem ser a Obra do Novo Aeon. Mas para Raul Seixas e Paulo Coelho , o livro escolhido foi o Livro da Lei, de Crowley.

Tecnicamente, o livro é dividido em três partes. As duas primeiras com 22 páginas(ou lâminas) cada e a última com 21. Cremos que é evidente a relação com as 22 lâminas ou trunfos principais do Tarot. Na primeira parte fala( ou se manifesta) Nuit. Na segunda Hadit e na terceira Ra-Hoor-Kuit. Respectivamente a Mãe, o Pai e o Filho (divindades do Panteon Egípcio). Até aí tudo bem. O problema é o que falam essas entidades.

Para simplificar nossa narrativa, a música Sociedade Alternativa tem algumas frases do Livro da Lei. Por exemplo, a famosa Faze o que tu queres, há de ser tudo da lei. A lei do forte , essa é nossa lei e a alegria do mundo. Todo homem e toda mulher é uma estrela. E assim Raul colocou em sua obra, Até o final de sua vida , referências ao Livro da Lei. Tanto é que no último LP (A Panela do Diabo) tem uma música chamada Nuit , que é a deusa que no Livro da Lei disse a frase Faze o que tu queres...

O Livro da Lei foi publicado apenas uma vez no Brasil , em 1976 , mas foi misteriosamente retirado de circulação. Hoje só encontramos publicações em inglês e espanhol, em librarias especializadas em esoterismo. Normalmente os círculos de pessoas interessadas em misticismo têm um certo receio da obra e Crowley. Isso se justifica: essa profunda identificação de Crowley com a Verdadeira Tradição não deixa margem a que as correntes ligadas ao obscurantismo absorvessem e neutralizassem sua força. Como no caso da Figura do diabo , Crowley foi identificado ao longo deste século com o Maligno, destruidor , perigoso, etc... ( na verdade, parece que ele próprio induziu a que tudo isso acontecesse para que o escândalo divulgasse sua obra.

No entanto, utilizando publicamente estes símbolos era inevitável que Crowley atrísse os adoradores do diabo anteriormente citados. O próprio Paulo Coelho tem citado uma Noite Negra de 1974 (época da fundação da Sociedade Alternativa e profundo envolvimento com a obra de Crowley) , onde foram invocados forças malignas e eles se deram muito mal. E Paulo hoje faz questão de não recomendar Crowley. Mas por que Raul Seixas continuou divulgando o Livro da Lei até o final de seus dias?

Aqui gostaríamos de aventar uma hipótese. Neste breve estudo analítico da obra de Raul Seixas, podemos verificar que a obra dele é acima de tudo Filosófica. E como sempre fazemos questão de ressaltar, Raul tem sempre muito pouco de misticismo e religião, por incrível que pareça(somente 10% de sua obra).

E observe-se como é profundamente filosófica uma música como Maluco Beleza ou Metarmofose Ambulante . Já Paulo Coelho sempre foi muito mais religioso, muito mais místico e na verdade como um Cristianismo potencial , que só agora está aparecendo em sua totalidade. Na verdade , parece que Paulo realmente encontrou o seu caminho.


Este texto é a introdução clássica ao famoso Livro da Lei de Aleister Crowley. Foi escrito em 1904.

Importante: no item 5 o verbo diz Quereriam. Ou seja: Porderiam Querer. Na verdade , ninguém pode ou consegue contrariar o deireito de quem exerce sua verdadeira Vontade. Tudo se refere a um processo de Crescimento interior. No entanto , o próprio Raul Seixas receitava o texto de forma errada, gravando-o inclusive na música A Lei ( do LP A Pedra do Gênesis) Dizendo: Todo homem tem o direito de matar todos aqueles que contrariarem esses direitos. Isso dá margem a perigosas interpretações para quem desconhece estes detalhes.

MANIFESTO DA SOCIEDADE ALTERNATIVA

1- O espaço é livre. Todos tem direito de ocupar seu espaço.
2- O tempo é livre. Todos tem que viver em seu tempo, e fazer jus as promessas, esperanças e armadilhas.
3- A colheita é livre. Todos tem direito de colher e se alimentar do trigo da criação.
4- A semente é livre. Todos tem o direito de semear suas idéias sem qualquer coreção da INTELEGENCIA ou da BURRICIA.
5- Não existe mais a classe dos artistas. Todos nós somos capazes de plantar e de colher. Todos nós vamos mostrar ao mundo e ao Mundo a nossa capacidade de criação.
6- "Todos nós" somos escritores, donas-de-casa, patrões e empregados, clandestinos e careta, sábios e loucos.
7- E o grande milagre não será mais ser capaz de andar nas nuvens ou caminhar sobre as águas. O grande milagre será o fato de que todo dia, de manhã até a noite, seremos capazes de caminhar sobre a Terra.

Sucesso a quem ler e guardar este manifesto. Porque nós somos capazes. Todos nós, todos nós somos capazes.

...Raul Seixas
...........Paulo Coelho
...................Sylvio Passos
...........................Toninho Buda
...................................Ed Cavalcanti
...........................................Christina Oiticica

Krig-Ha Bandolo! - http://jayvaquer.rockin.net/raul/ - Todos os Direitos Reservados®